ESPORTES

Mogi das Cruzes receberá 43 jogos de todos os times do NBB a partir desta quinta

Conhecida no país pelo time de basquete, Mogi das Cruzes será destaque novamente no cenário nacional como a principal sede do primeiro turno do NBB (Novo Basquete Brasil). A cidade receberá os outros 15 times da competição para 43 jogos entre novembro e dezembro, válidos pela primeira fase da temporada 20/21, que foi dividida em seis sedes, sem entrada de público.

A divisão do primeiro turno em núcleos foi feita pela LNB (Liga Nacional de Basquete) para evitar riscos de contaminação da Covid-19, além de reduzir custos de logística para as equipes. As outras sedes serão no Maracanãzinho (Rio de Janeiro), no Morumbi (São Paulo), no Parque São Jorge (Corinthians), no Henrique Vilaboim (Pinheiros) e no Ginásio da IESPLAN (Brasília).

“Mogi ser a maior sede para o primeiro turno da competição só mostra o quanto o nosso projeto tem força e o quanto a cidade é respeitada. Nossas condições são excelentes, desde a localização até a rede hoteleira. Isso é muito legal, pois iremos mexer e contribuir com a economia local, que foi tão judiada pela pandemia. Lamentamos por não ter o nosso público presente, mas faremos uma ótima cobertura de imprensa em todas as plataformas para que possamos somar e divulgar cada vez mais o nosso município. Será uma honra poder receber todas os grupos aqui e contribuir com o basquete nacional”, diz o gestor do Mogi Basquete, Nilo Guimarães.

O NBB começa nesta terça-feira (10) com o confronto entre o Campo Mourão e Fortaleza Basquete Cearense, às 17h, no Rio de Janeiro.

Mogi Basquete

O Mogi Basquete estreia na competição nesta sexta-feira (13), contra o Bauru, às 20h, no Ginásio Hugo Ramos, em Mogi das Cruzes. Este será o segundo confronto entre as equipes na temporada. Pelo Paulista, os times se enfrentaram na segunda rodada no dia 17 de outubro, também no Hugão, com vitória bauruense por 106 a 81. O duelo de abertura terá transmissão ao vivo pelo DAZN.

A equipe mogiana retomou ontem (9) a preparação para a estreia no NBB. As novidades no treino técnico/tático foram o retorno do ala-pivô Luís Gruber e a integração do pivô Douglas Kurtz, recém-contratado pela equipe.

Após nove meses longe das quadras por uma lesão no ligamento cruzado anterior do joelho esquerdo, Gruber vem há alguns dias fazendo um trabalho gradativo e realizou o primeiro de contato com o grupo nesta segunda. O ala-pivô estará no banco contra o Bauru, mas ainda não entrará em quadra, segundo o técnico Guerrinha.

“A experiência e a versatilidade do Gruber somarão muito para nós. Claro que ele está voltando aos poucos, mas está treinando bem acima das expectativas e, com certeza, vai nos ajudar muito taticamente. No dia da partida, ele ainda não entra para jogar, mas ajudará no vestiário e no banco”, destaca o treinador.

“Estou voltando aos poucos. Conversei com o Guerrinha e com a parte médica, todos estamos trabalhando juntos para esse retorno. Será uma coisa gradativa, mas já é ótimo estar com o grupo e poder somar para essa estreia no NBB”, completa o camisa 20.

Além dele, o treino também teve a presença do pivô Douglas Kurtz, que chegou segunda pela manhã e já participou do trabalho com a equipe. “Estou muito feliz em estar aqui. Estou planejando esta vinda há muito tempo e agora finalmente deu certo. Terei que trabalhar duro para poder entrar no ritmo do grupo, mas estou muito empolgado e espero trazer resultados positivos para o time. Será um ano bem atípico para todas, mas estamos muito satisfeitos em poder realizar o primeiro turno em casa”, finaliza o pivô.

O Mogi Basquete ainda jogará mais oito partidas em casa (nem todas como mandante) e outras sete em São Paulo, nos ginásios do Morumbi e do Parque São Jorge. Os jogos ainda serão sem público por conta da pandemia.

Essa notícia foi atualizada em 10 de novembro de 2020 20:47

Compartilhar
Leandro Cesaroni

Jornalista graduado pela FIAM e pós-graduado em jornalismo cultural pela FAAP