Mogi Basquete vence Biguá e avança para as quartas de final da Liga dos Campeões

PUBLICIDADE

O Mogi Basquete venceu o Biguá por 91 a 76 na noite de segunda (16), no Ginásio Hugo Ramos, pela Liga dos Campeões. Os times brasileiro e uruguaio brigavam diretamente por uma vaga nas quartas de final da competição, já que o Mogi venceu o confronto de ida por 92 a 90.

Apesar dos desfalques, a equipe mogiana abriu vantagem no primeiro tempo, descendo para o vestiário com 10 pontos à frente no marcador (50 a  40). Na volta, Mogi continuou dominando o jogo, com parciais de 22 a 20 (3º) e 19 a 16 (4º), e selou a classificação para a próxima fase.

O jovem armador Lucas Lacerda foi o cestinha com 19 pontos. Depois dele, se destacaram o ala Danilo Fuzaro, com 16 pontos, nove rebotes e cinco assistências; os alas Fabricio Russo e André Góes, também com 16; e os alas-pivôs Luís Gruber, com 13 anotados, e Alexandre Paranhos, com oito pontos e 11 rebotes.

PUBLICIDADE

“O fator quadra foi o que fez a diferença hoje. O time se sentiu mais confiante, está mais acostumado com a quadra, caracterizou mais sem a saída de jogadores. O Luquinha fez uma partida excelente, diferenciada e está personalizando. Deu para descansar alguns jogadores. A equipe, independente de quem está em quadra, está jogando do mesmo jeito e isso que é legal e gratificante. Todo mundo joga coletivamente, pontuando, sendo útil, isso é um prazer para a comissão e para os atletas. Esse espírito do grupo não tem preço”, disse o técnico do Mogi Basquete, Guerrinha.

Para Fuzaro, conhecer o esquema de jogo uruguaio ajudou no resultado desta noite. “Foi a segunda vez que jogamos contra eles e sabíamos os pontos fortes. A gente conseguiu neutralizar esses pontos e abrir vantagem. Lá [Uruguai], a gente também abriu, mas eles conseguiram voltar para o jogo. Aqui a gente sabia que não podia dar o contra-ataque para eles e não forçar ataques rápidos. A gente conseguiu até certo ponto, mas o importante é que saímos com a vitória.”

PUBLICIDADE

Peça importante da noite, Lucas afirmou que o espírito e a união do grupo estão cada vez mais fortes. “A gente já é bem unido, mas diante das dificuldades, nos unimos mais. A gente conseguiu abrir vantagem no primeiro tempo e depois controlar mais o jogo. Estou ao lado de dois dos melhores armadores do Brasil, que são o Alexey e o Fúlvio, a comissão também me dá confiança e isso deu resultado hoje.”

Próximos jogos

Agora o grupo vira a chave novamente para o NBB (Novo Basquete Brasil) e enfrenta o Botafogo nesta sexta (20), no Rio de Janeiro, às 21h10.

Os mogianos fecham o ano no Hugão com uma partida contra o São José no dia 28, às 19h, também pelo campeonato nacional.

Deixe um comentário

O portal Notícias de Mogi utiliza cookies e tecnologias semelhantes para melhorar sua navegação. Ao continuar navegando você concorda com a nossa Política de Privacidade

Leia mais