Maternidade da Santa Casa de Mogi das Cruzes volta a atender normalmente

PUBLICIDADE

Terminou a suspensão no atendimento da Maternidade da Santa Casa de Mogi das Cruzes. A informação foi confirmada nesta segunda-feira (27).

Segundo a nota divulgada pela entidade, “a partir de 27/01 (hoje) todos os pacientes (gestantes) que procurarem o atendimento na Santa Casa serão atendidos. Não há mais restrição de atendimento”.

Com um quadro de superlotação, a maternidade da Santa Casa anunciou a suspensão no atendimento de novas gestantes no dia 8 de janeiro. O plano de contingência durou 19 dias. Neste período, 241 partos foram realizados e 35 gestantes foram transferidas a outros hospitais para que pudessem ganhar seus bebês.

PUBLICIDADE

Segundo os dados atualizados divulgados nesta segunda, a maternidade da Santa Casa está com 46 pacientes e 30 bebês, sendo que 21 estão na UTI Neonatal e o restante nos cuidados intermediários.

Reforma e comissão

Ainda de acordo com a nota da entidade, será feita a solicitação de credenciamento para a criação de 10 novos leitos de UTI Neonatal. “Com isso poderemos aumentar os leitos ofertados à população de forma oficial e faturar a prestação de serviços podendo contratar novas equipes médicas e de enfermagem”.

PUBLICIDADE

Alem disso, a reforma da Santa Casa de Mogi será discutida em uma reunião que será marcada com a Vigilância Sanitária do Estado. As obras, segundo a entidade, vão priorizar as áreas mais importantes, iniciando por demandas de maior interesse e necessidade para a população.

A Santa Casa concluiu a nota dizendo que criará uma comissão de Avaliação Permanente da situação da Unidade Neonatal constituída por membros da Provedoria, diretores Técnico e Clínico e chefes dos serviços de obstetrícia, neonatologia, enfermagem e SCIH (Serviço de Controle de Infecção Hospitalar).

Suspensão

Quando a suspensão do atendimento na maternidade foi anunciada pela Santa Casa, a entidade contava com 39 bebês no Setor Neonatal para uma capacidade total de 25 leitos. Já na Maternidade havia 59 gestantes para uma capacidade de 38 leitos.

“A medida de suspensão do atendimento total tem como objetivo garantir a segurança e integridade aos bebês e gestantes que estão internados nestas unidades, visando evitar danos irreparáveis as pacientes”, informou a entidade, completando que o plano de contingência adotado contemplaria as seguintes ações:

  • Notificação das autoridades responsáveis como Secretaria Estadual e Municipal de Saúde, Samu e Cross;
  • Adequação de equipamentos e equipe médica, de enfermagem e multiprofissional que possam fazer frente às necessidades do momento;
  • Solicitação de transferência de casos de Alto Risco para o Cross (Central de Regulação de Ofertas de Serviços de Saúde);
  • Instalação de medidas de apoio do serviço de Controle de infecção Hospitalar para atuação preventiva evitando qualquer complicação decorrente do aumento da demanda.
  • Implantação de leitos extras de UTI Neonatal (reserva técnica).

A Santa Casa de Misericórdia de Mogi das Cruzes informou que realiza em média, 450 partos por mês, e um atendimento de aproximadamente 2 mil gestantes. Possui 9 leitos de Uti Neonatal, 1 de isolamento, 15 de Cuidados Intermediários (25 leitos) e 38 leitos operacionais para gestantes em sua Maternidade.

Deixe um comentário

O portal Notícias de Mogi utiliza cookies e tecnologias semelhantes para melhorar sua navegação. Ao continuar navegando você concorda com a nossa Política de Privacidade

Leia mais