Categorias
BRASIL

Leilão da Caixa Econômica tem 285 imóveis, entre casas, apartamentos e terrenos



A Caixa Econômica Federal está promovendo um novo leilão de imóveis, com 285 opções disponíveis para investidores e compradores em todo o Brasil. Os lances iniciais contam com descontos que chegam a 75% do valor real dos imóveis.



O leilão será realizado em duas etapas, oferecendo descontos progressivos em cada fase. Na primeira, marcada para o dia 6 de março de 2024, os participantes poderão desfrutar de descontos de 40% em relação à avaliação de mercado. Já no segundo leilão, agendado para o dia 15 de março de 2024, os descontos aumentam para 75% em relação ao valor do primeiro leilão.



Os compradores interessados podem utilizar o FGTS (Fundo de Garantia por Tempo de Serviço) e financiamento para aquisição dos imóveis disponíveis. Os interessados devem verificar as condições de pagamento específicas de cada lote antes de participar do leilão.



Entre os imóveis disponíveis no leilão da Caixa Econômica Federal há 175 apartamentos, 95 casas, 13 terrenos e dois imóveis comerciais. O estado com mais opções é São Paulo, com 52, mas também há imóveis em Alagoas, Bahia Ceará, Espírito Santo, Goiás, Minas Gerais, Mato Grosso do Sul, Mato Grosso, Pará, Paraíba, Pernambuco, Piauí, Paraná, Rio de Janeiro, Rio Grande do Norte, Rondônia, Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Sergipe e Tocantins.



“Este leilão representa uma oportunidade única para investidores e compradores interessados em adquirir imóveis com descontos significativos em todo o Brasil”, afirma Joabe Balbino da Silva, leiloeiro da Globo Leilões.

Para mais informações sobre os lotes disponíveis e as condições de pagamento, os interessados podem acessar o site oficial da Caixa Econômica Federal ou acessar o site da Globo Leilões.

Para receber mais novidades sobre crédito e benefícios sociais, entre em nossos grupos no FacebookTelegram e WhatsApp

Para receber mais notícias sobre finanças e benefícios sociais, entre em nossos canais no WhatsApp e Telegram

Compartilhe essa notícia: