EMPREGOS

João Doria autoriza PM/SP a abrir concursos públicos com 5.400 vagas

O governador de São Paulo, João Doria, autorizou, nesta terça-feira (21), a contratação de 5,4 mil policiais militares para o Estado. Os profissionais serão selecionados por meio de concursos públicos. O objetivo é programar a reposição do efetivo. 

A medida foi divulgada no Diário Oficial do Estado (DOE) e o próximo passo será a abertura de edital para que os interessados possam se inscrever para a realização da prova. As vagas são para soldados de 2ª classe e a abertura do concurso deve respeitar a suficiência orçamentária e os preceitos legais.

Para ser um futuro soldado da PM, o participante precisa ter concluído o ensino médio ou equivalente e passar em todas as etapas do concurso dentro do número e vagas.

Os candidatos também precisam ser brasileiros e ter entre 17 e 30 anos, exceto para aqueles que já pertencem aos quadros da PM paulista. É necessário estar em dia com suas obrigações eleitorais e militares e ser habilitado para condução de veículo motorizado entre as categorias “B” e “E”. Tatuagens são permitidas, desde que não faça alusão à discriminação, violência ou seja ofensiva à PM ou aos direitos humanos. As mulheres interessadas necessitam de altura mínima de 1,55 metro e os homens, de 1,60 m.

A remuneração inicial do soldado de 2ª classe é de R$ 3.318,53, incluindo o salário-base, o Regime Especial de Trabalho Policial (RETP) e o valor de insalubridade.

O soldado de 2ª classe é responsável pelo policiamento ostensivo e a preservação da ordem pública, envolvendo a repressão imediata às infrações penais e administrativas e a aplicação da lei, nas diversas modalidades de policiamento, sempre primando pela defesa da vida, da integridade física e da dignidade da pessoa humana, em conformidade com os princípios doutrinários de polícia comunitária, de direitos humanos e de gestão pela qualidade, por intermédio da conclusão com aproveitamento do Curso Superior de Técnico de Polícia Ostensiva e Preservação da Ordem Pública, destinado a formar, com solidez teórica e prática, o profissional ocupante do cargo inicial do Quadro de Praças da Polícia Militar.

Informações a respeito da inscrição e das provas para o concurso da PM/SP serão divulgadas no edital de abertura.

Veja também: apostila para o concurso de soldado da PM/SP

Concurso anterior

Na última seleção para soldado da Polícia Militar, realizada no início do ano pela Fundação Vunesp, a taxa de inscrição foi de R$ 57 e o processo seletivo contou com provas objetiva e dissertativa, exames de aptidão física, exames de saúde, avaliação psicológica; avaliação da conduta social, reputação e idoneidade e análise de documentos.

A parte objetiva cobrou 60 questões, incluindo 20 de língua portuguesa, 15 de matemática, 15 de conhecimentos gerais, 5 de noções básicas de informática e 5 de noções de administração pública. 

Já a prova dissertativa constou de uma redação, na qual se esperava que o candidato produzisse uma dissertação em prosa na norma-padrão da língua portuguesa, a partir da leitura de textos auxiliares, que servem como um referencial para ampliar os argumentos produzidos pelo próprio candidato. Foi preciso demonstrar domínio dos mecanismos de coesão e coerência textual, considerando a importância de apresentar um texto bem articulado.

Apostila para soldado da PM/SP

Essa notícia foi atualizada em 21 de setembro de 2021 10:01

Compartilhar

O portal Notícias de Mogi utiliza cookies e tecnologias semelhantes para melhorar sua navegação. Ao continuar navegando você concorda com a nossa Política de Privacidade

Leia mais