ALTO TIETÊ

Homem é acusado de agredir companheira grávida com joelhadas em Suzano

Na manhã da última sexta-feira (20), um operador de telecomunicações, de 26 anos, foi preso pela Polícia Militar (PM/SP) acusado de agredir sua companheira, grávida de nove meses.

De acordo com os policiais que atenderam a ocorrência, eles foram acionados pelo Copom (Centro de Operações da Polícia Militar) para averiguar uma denúncia em que um homem estaria agredindo a esposa e a enteada, enquanto ambas gritavam por socorro.

No local, a vítima grávida – uma dona de casa de 35 anos – teria informado aos PMs que, momentos antes, durante uma discussão, seu companheiro havia desferido várias joelhadas na parte inferior de sua barriga.

Os policiais contaram que o acusado aparentava estar alcoolizado e acabou admitindo que, durante a briga, se descontrolou e acabou agredindo sua esposa com uma joelhada na barriga.

Segundo a filha da vítima, de 18 anos, ela estava na residência da mãe para auxiliá-la, já que está prestes a dar a luz, quando o acusado chegou à casa depois de passar a noite fora. Aparentando estar bêbado e drogado e dizendo que iria matar sua mãe, desferiu três joelhadas na barriga e um soco na cabeça. Ainda de acordo com a filha, ela tentou impedir as agressões, no entanto, o padrasto continuou. Foi quando ela pediu ajuda a uma vizinha, para que acionasse a Polícia Militar.

A mulher grávida foi conduzida, por uma viatura do SAMU, para o atendimento de gestantes de Suzano, onde foi atendida medicada e liberada. Depois do atendimento, foi conduzida à Delegacia de Defesa da Mulher para prestar depoimento.

De acordo com a PM, o agressor foi autuado em flagrante por violência domestica e permaneceu preso.

Essa notícia foi atualizada em 21 de março de 2020 17:16

Compartilhar
Leandro Cesaroni

Jornalista graduado pela FIAM e pós-graduado em jornalismo cultural pela FAAP. Possui mais de 10 anos de experiência em jornalismo online