Greve de motoristas paralisa ônibus em Itaquaquecetuba nesta quarta-feira (9)

Uma greve de motoristas de ônibus paralisou o transporte público municipal em Itaquaquecetuba desde o início desta quarta-feira (9), afetando cerca de 15 mil usuários da cidade, que precisaram recorrer ao transporte intermunicipal.

Os trabalhadores reivindicam aumento de salário e benefícios, que teriam sido reduzidos durante a pandemia do novo coronavírus sem redução proporcional da carga horária.

Em nota, a Prefeitura de Itaquaquecetuba chamou a ação de “ilegal” e afirmou que “está tomando as medidas cabíveis, seguindo os termos do contrato, apurando a quantidade de viagens perdidas para consequentemente gerar notificação e multa à empresa Expresso Planalto”, responsável pelo transporte público municipal.

Ainda segundo a administração municipal, por volta das 13h, as partes entraram em um acordo e os veículos começaram a sair da garagem.

O Notícias de Mogi entrou em contato com a Expresso Planalto para obter uma posição da empresa, mas até o momento não obteve retorno.

O portal Notícias de Mogi utiliza cookies e tecnologias semelhantes para melhorar sua navegação. Ao continuar navegando você concorda com a nossa Política de Privacidade

Leia mais