Governo de SP anuncia R$ 12 milhões para obras de drenagem em rios do Alto Tietê

PUBLICIDADE

Em reunião com os prefeitos que compõem o Consórcio de Desenvolvimento dos Municípios do Alto Tietê (Condemat), na última quinta-feira (16), o Governo do Estado de São Paulo anunciou que investirá, por meio da Secretaria de Infraestrutura e Meio Ambiente (SIMA) e do Fundo Estadual de Recursos Hídricos (Fehidro), mais de R$ 20 milhões em obras, serviços e projetos de drenagem em rios e córregos da Região Metropolitana de São Paulo, sendo que a região mais beneficiada neste conjunto de contratos assinados foi a do Alto Tietê, incluindo o município de Guarulhos, que receberá um total de R$ 12,4 milhões (R$ 11,2 milhões do Fehidro mais R$ 1,4 milhão do DAEE).

De acordo com o governo estadual, as obras na bacia do Alto Tietê contribuirão com o enfrentamento de enchentes na região.

Após diálogo com os prefeitos, o DAEE iniciou a elaboração de estudos em trechos que nunca foram desassoreados ou onde estes serviços não eram realizados há mais de dois anos. Como o orçamento recebido pela atual gestão não previa dotação para estas ações, foi necessário elaborar os projetos básicos e executivos a fim de obter recursos do Fundo.

PUBLICIDADE

Entre os serviços contemplados nesses contratos estão contenção de margens de córregos, limpeza e desassoreamento de cursos d´água e elaboração de projetos de canalização. A licitação dos acordos será conduzida pelo DAEE.

Na bacia hidrográfica do Alto Tietê, os rios Guaió, que corta os municípios de Suzano e Poá; Jaguari, que cruza Suzano e Itaquaquecetuba, e Jundiaí, em Mogi das Cruzes, além do córrego Itaim, na cidade de Poá, serão limpos e desassoreados em quase sete quilômetros de extensão. Também foi assinado o contrato para elaboração de projeto básico das obras de combate às enchentes no trecho inferior do córrego Três Pontes, localizado na divisa de São Paulo e Itaquaquecetuba.

PUBLICIDADE

Já em Guarulhos, o Córrego das Pedrinhas também será contemplado com desassoreamento e limpeza em um quilômetro de extensão. O investimento será de R$ 1,2 milhão.

Biênio 2020/2021

Além dos contratos que já estão assinados, também está previsto investimento de R$ 23,5 milhões em projetos, serviços e obras nos rios e córregos que percorrem municípios do Alto Tietê. A verba também virá do Fehidro e do Tesouro Estadual.

Também está aprovado, por meio do BNDES, financiamento no valor de R$ 143 milhões para adequação do canal de navegação do Rio Tietê, entre a Barragem da Penha (São Paulo) e a Foz do Córrego Pedrinhas (Guarulhos), numa extensão de 13,3 quilômetros. O empreendimento está na fase de licenciamento ambiental de serviços.

Deixe um comentário

O portal Notícias de Mogi utiliza cookies e tecnologias semelhantes para melhorar sua navegação. Ao continuar navegando você concorda com a nossa Política de Privacidade

Leia mais