Furto de equipamento pode afetar abastecimento de água na Vila Moraes, diz Semae de Mogi

CIDADE

O Semae de Mogi das Cruzes informou que o furto de um equipamento elétrico essencial para o funcionamento da Estação Elevatória de Água da Vila Moraes pode provocar intermitência no abastecimento de água do bairro.

De acordo com a autarquia, o fornecimento segue normal até a tarde desta segunda-feira (29), mas desde a noite de sábado (27), quando o furto foi constatado, o sistema opera em modo manual, já que o equipamento furtado é que fazia a operação automática, com redução da pressão, quando necessária, para evitar danos à rede.

Embora o abastecimento esteja normal durante o dia, o desligamento das bombas à noite pode provocar baixa pressão na rede, principalmente nos pontos mais altos do bairro. Por isso, o Semae recomenda aos moradores que utilizem com economia a água armazenada em suas caixas-d’água, evitando a limpeza de carros e quintais e o desperdício em tarefas domésticas essenciais como a lavagem de louças e de roupas, além de reduzir o tempo de banho.

“O equipamento furtado era o ‘cérebro’ da automação e que regulava a bomba de acordo com a pressão. Sem ele, a bomba não para quando há excesso de pressão na linha, o que pode ocasionar problemas na rede. Por isso, desde sábado, estamos desligando a elevatória manualmente à noite”, declarou o Centro de Controle Operacional do Semae.

Os criminosos quebraram a parede e conseguiram acessar a área interna da estação, disse o Serviço Municipal de Água e Esgoto de Mogi das Cruzes, acrescentando que o setor de manutenção eletromecânica da autarquia já está providenciando a instalação de uma peça de substituição, o que será feito logo que forem concluídos os reparos na parede.

Mais informações sobre o abastecimento de água em Mogi das Cruzes podem ser obtidas pelo telefone 115.

Entre em nossos Grupos de WhatsApp ou em nosso Canal no Telegram e fique por dentro de tudo o que acontece em Mogi das Cruzes e região