MOGI DAS CRUZES

Em época de chuvas, prefeito Caio Cunha vistoria piscinão em Mogi das Cruzes

O prefeito de Mogi das Cruzes, Caio Cunha, vistoriou na tarde desta segunda-feira (4), o piscinão localizado no Parque Santana. A estrutura tem como objetivo captar água da chuva para evitar alagamentos na região.

A visita técnica faz parte das ações preventivas contra enchentes e contou com a participação da co-prefeita Priscila Yamagami e da secretária de Serviços Urbanos, Camila Souza.
 
O diagnóstico realizado pela chefe da pasta, iniciado logo no dia 1º de janeiro, apontou que das quatro bombas d’água do local, uma está sem funcionar há seis meses, aproximadamente. 

“Esta situação não é preocupante – com o revezamento entre as três unidades operacionais, é possível dar a vazão necessária em caso de grandes precipitações. Contudo, a manutenção destes equipamentos será reforçada, para que não haja problemas no futuro”, disse a secretária. 
 
O piscinão tem capacidade para 90 milhões de litros aproximadamente e recebe o excedente do rio Ipiranga, que corta a área central do município. No momento, o reservatório está vazio, mas a previsão dos próximos três dias está entre 18 mm e 42 mm de pluviosidade, informa a Prefeitura de Mogi das Cruzes.

“Vamos coordenar ações preventivas envolvendo diversas secretarias – estarão à frente a Secretaria de Serviços Urbanos, Defesa Civil, Assistência Social e Fundo Social. O objetivo é se preparar para eventuais problemas causados pelas chuvas. Por isso, precisamos saber exatamente como estão as estruturas e serviços”, afirmou o prefeito. 

Além da manutenção das bombas hidráulicas, o reservatório deve passar por um processo de higienização.  “O piscinão precisa de uma limpeza, até mesmo pelas famílias que vivem nesta região. Já estamos articulando com a pasta de Serviços Urbanos a execução deste serviço”, acrescentou Cunha.

Veja também: previsão do tempo para a primeira semana do ano em Mogi das Cruzes

Essa notícia foi atualizada em 4 de janeiro de 2021 19:51

Compartilhar
Leandro Cesaroni

Jornalista graduado pela FIAM e pós-graduado em jornalismo cultural pela FAAP