Sesc

TJ/SP suspende concessão de área para construção do Sesc Mogi

CIDADE

Quem estava ansioso pela chegada do Sesc Mogi terá que ter um pouco mais de paciência. Isto porque uma decisão do órgão especial do TJ/SP (Tribunal de Justiça de São Paulo), na última quarta-feira (12), suspendeu a concessão da área onde a unidade seria construída.

O julgamento, que contou com 22 desembargadores, considerou procedente uma Ação Direta de Inconstitucionalidade proposta pela Procuradoria-Geral do Estado contra atos do presidente da Câmara Municipal, Sadao Sakai (PR), e do prefeito de Mogi das Cruzes, Marcus Melo (PSDB), que promulgarem lei autorizando o uso do espaço pelo Sesc.

Nos próximos dias, a Prefeitura deve entrar com um recurso contra a decisão, na tentativa de viabilizar a concessão da área e, finalmente, atender um sonho antigo dos mogianos.

A área doada pela Prefeitura é onde atualmente funciona o Centro Esportivo do Socorro. A doação, entretanto, precisa ser oficializada junto à Justiça e este é o último entrave antes do início das obras.

A previsão da Prefeitura era de que, em setembro deste ano, o prédio já fosse inaugurado, prazo que obviamente não será cumprido, uma vez que as obras ainda nem começaram.

O Sesc em Mogi das Cruzes terá um investimento aproximado de R$ 120 milhões na construção, mais R$ 60 milhões aplicados por ano em programação cultural, esportiva, social e turística. Recursos, esses, que partem inteiramente do Sesc, não havendo emprego de verba pública no projeto.

Estudos da Prefeitura apontam que a unidade de Mogi das Cruzes atenderia até 30 mil pessoas por mês. Para efeito comparativo, hoje são recebidas no Centro Esportivo do Socorro aproximadamente mil pessoas por mês.

Com quase 3 mil membros, uma página no Facebook intitulada “Sesc Mogi das Cruzes. Nós queremos!” tenta chamar a atenção do desembargador para o caso através das publicações que evidenciam a importância da abertura de um nova unidade em Mogi das Cruzes, considerando as ações que a instituição realiza nos campos da Educação, Saúde, Cultura, Lazer e Assistência Social. A página foi criada em junho de 2013.

O Sesc é uma entidade privada, mantida por empresários do comércio de bens, turismo e serviços, que tem como objetivo proporcionar o bem-estar e qualidade de vida aos trabalhadores deste setor, seus familiares e a comunidade de uma forma geral. A entrada é gratuita.

Em regra, um Sesc possui área de convivência, biblioteca com livros, revistas e jornais, campo de futebol soçaite em grama sintética e quadra poliesportiva, restaurante e café, consultórios odontológicos, espaço de tecnologia e artes, espaço de brincar, estacionamento, ginásio coberto poliesportivo, loja Sesc, sala de exposição, sala de expressão corporal e de ginástica multifuncional, sala de múltiplo uso, oficinas culturais, paraciclo, piscinas recreativa e infantil descobertas e climatizadas, mais piscina semiolímpica e infantil coberta e aquecida, deck e solário, terraço panorâmico e vestiários, além de uma extensa programação cultural que inclui teatro, cinema, dança, e todas os demais segmentos artísticos.

No total, o Sesc possui, atualmente, 43 unidades espalhadas por 21 cidades do Estado de SP, sendo 23 na região metropolitana e 20 no interior e litoral paulista.

Entre em nossos Grupos de WhatsApp e fique por dentro de tudo o que acontece em Mogi e Região


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *