Categorias
BRASIL

Crédito pessoal: saiba como fazer empréstimo na Caixa e parcelar em até 60 meses



Um dos principais atrativos que as pessoas buscam em um empréstimo pessoal é o longo prazo para pagamento. Na Caixa Econômica Federal, é possível parcelar o crédito em até 60 meses (cinco anos).



​O empréstimo da Caixa pode ser usado como o cliente desejar, seja para pagar contas atrasadas, reformar a casa ou realizar uma viagem. Não é preciso informar o motivo pelo qual o dinheiro está sendo solicitado.



Antes de informar como solicitar o crédito pessoal, vale ressaltar que quanto maior o período de parcelamento, maiores podem ser os encargos vinculados ao empréstimo, como a taxa de juros, por exemplo.



Por isto, no momento da simulação do crédito é importante verificar as taxas vinculadas e checar se, de fato, será possível arcar com o pagamento das parcelas. Desta forma, a pessoa não corre o risco de acabar se complicando ainda mais financeiramente.



O empréstimo da Caixa prevê cobrança de IOF (Imposto sobre Operações Financeiras). Nas linhas de crédito pré-fixadas, os juros são estipulados de acordo com a taxa em vigor no momento da contratação e deduzidos do empréstimo no ato da contratação; nas opções pós-fixadas há cobrança de juros + TR.

Para solicitar o empréstimo é preciso se dirigir a uma agência bancária da Caixa Econômica Federal munido de documentos pessoais. O pedido passará por uma análise que leva em conta diversos aspectos financeiros relacionados ao cliente, como o score de crédito, a existência de contas atrasadas e o histórico de pagamento. O prazo de parcelamento e as taxas de juros podem variar de acordo com o relacionamento do cliente com o banco.

Caso o empréstimo seja aprovado, o contrato é feito na agência bancária e o valor é transferido para a conta corrente do cliente.

Para receber mais novidades sobre crédito e benefícios sociais, entre em nossos grupos no FacebookTelegram e WhatsApp

Para receber mais notícias sobre finanças e benefícios sociais, entre em nossos canais no WhatsApp e Telegram

Compartilhe essa notícia: