Categorias
BRASIL

‘CPTM Lovers’: veja histórias de funcionários da companhia que tatuaram trens ou estações



É comum ouvirmos dizer que um bom funcionário “veste a camisa da empresa”, entretanto, na CPTM (Companhia Paulista de Trens Metropolitanos) há colaboradores que estão indo além e até tatuando a marca da companhia ou outros elementos que remetam ao dia a dia de trabalho, como trens ou estações.



Entre as histórias compartilhadas pela própria CPTM, se destaca a de Silvio Luiz de Sá, assistente administrativo na equipe de limpeza de trens, tatuou a torre e trilhos da estação Luz (veja abaixo) em homenagem aos anos de atividades dedicadas. Para ele, a tatuagem é um símbolo de orgulho e um lembrete constante da importância do seu trabalho na vida dos milhões de passageiros que utilizam os trens diariamente.

Siga nosso Canal no WhatsApp e receba notícias de Empréstimo e Benefícios no seu celular!

Divulgação/CPTM

Já Rosemary Aparecida, outra colaboradora, optou por tatuar uma locomotiva (veja abaixo) – um dos modelos mais antigos da ferrovia. “Esse trem representa a evolução da companhia e a minha própria evolução profissional ao longo dos anos”, afirmou.



Divulgação/CPTM

Em homenagem aos seus 13 anos atuando como colaborador da CPTM, nesta terça-feira (28), Daniel Araújo, tatuou um trem estacionado na Estação da Luz (veja abaixo), seu local favorito entre as 57 estações administradas pela companhia. “Quando eu era criança, morei próximo de uma estação da CPTM e conseguia observar a circulação do muro de casa. Ficava deslumbrado com aqueles trens. Anos depois ingressei no SENAI e pude acompanhar de perto toda a melhoria e inovação até os dias de hoje. Além disso, depois de ter conhecido diversos sistemas ferroviários ao redor do mundo e outros transportes sobre trilho, para mim, a melhor continua sendo a CPTM”, contou Daniel. “O sentimento que tenho é de total gratidão por eu ter me tornado quem eu sou hoje. Um terço da minha vida foi nesta companhia e com plena certeza, os melhores anos que vivi”, finaliza.



Divulgação/CPTM

A CPTM afirmou que reconhece que esses gestos são muito mais do que simples tatuagens. “São demonstrações de amor e lealdade que contribuem para um ambiente de trabalho motivador e inspirador”, diz a companhia.

“Esse sentimento de pertencimento é essencial para mantermos uma equipe unida e comprometida com a excelência”, disse o presidente da CPTM, Pedro Moro.

Para receber mais notícias sobre finanças e benefícios sociais, entre em nossos canais no WhatsApp e Telegram

Compartilhe essa notícia: