MOGI DAS CRUZES

Covid-19: pré-cadastro para vacinação de crianças em SP já pode ser realizado

Apesar de já ter sido aprovado pela Anvisa e autorizado pelo governo federal, o início da vacinação contra a Covid-19 de crianças no estado de SP segue sem data definida. A expectativa da Prefeitura de Mogi das Cruzes é receber os primeiros lotes do imunizante na segunda quinzena de janeiro. Até lá, os pais e responsáveis já podem antecipar o pré-cadastro.

Assim como no caso dos adultos, o pré-cadastro para a vacinação de crianças de 5 a 11 anos em SP deve ser feito por meio do site vacinaja.sp.gov.br, do governo estadual. Realizando o procedimento, é possível antecipar o registro dos dados e agilizar o atendimento nos locais de imunização quando chegar o dia da aplicação da dose.

Na última quarta-feira (5), o governador de SP, João Doria, afirmou que a “capacidade de imunização estadual permite que todas as 4,3 milhões de crianças com idade entre 5 e 11 anos tomem pelo menos uma dose em, no máximo, três semanas”.

“A previsão é de que as doses comecem a chegar na segunda quinzena de janeiro, mas não há ainda uma data específica”, disse o secretário municipal de Saúde de Mogi das Cruzes, Zeno Morrone Júnior. “É certo que o recebimento de doses ocorrerá de forma parcelada e a vacinação desse público, quem em Mogi é de cerca de 44 mil crianças, ocorrerá de forma gradativa. E recomendamos, como forma de agilizar o atendimento, que seja feito o pré-cadastro no sistema estadual”, completou o secretário.

Em Mogi das Cruzes, a vacina estará disponível no Pró-Hiper (apenas em estratégia pedestres) e nas unidades básicas, mediante agendamento no site Clique Vacina, da Prefeitura. As unidades de Saúde da Família e do Programa de Agentes Comunitários de Saúde (PACS) Biritiba Ussu e Taiçupeba atenderão o público cadastrado nessas unidades.

A dosagem para o público infantil será menor que para o adulto (o frasco também terá cor diferente). O esquema vacinal será com duas doses de 0,2ml, com intervalo de oito semanas entre as aplicações. Por enquanto, o único imunizante aprovado para este público é o da Pfizer.

Para a vacinação de crianças em Mogi das Cruzes, será necessário:

  • Que ela esteja acompanhada dos pais ou que o adulto que a acompanhe tenha em mãos o termo de autorização escrita pelos pais.
  • Apresentar RG ou certidão de nascimento da criança.
  • Documento com foto do adulto responsável que acompanha a criança.
  • CPF ou Cartão SUS para quem não tem CPF (todas as crianças que já utilizam a rede pública de saúde em Mogi das Cruzes, cadastradas no SIS, possuem cadastro no cartão SUS, mesmo que a família não tenha o cartão impresso).
  • Comprovante de endereço em Mogi das Cruzes.
  • Caso a criança tenha recebido alguma vacina do calendário de rotina, é necessário aguardar pelo menos 14 dias para receber a vacina contra a Covid-19.
  • A Secretaria Municipal de Saúde reitera a recomendação para pré-cadastro no vacinaja.sp.gov.br.

Pesquisa

Uma pesquisa do Seade (Sistema Estadual de Análise de Dados), apresentada pelo governo estadual, aponta que oito de cada dez pais pretender vacinar seus filhos contra a Covid-19 em SP. Segundo o estudo, a campanha de vacinação infantil contra o coronavírus é aprovada por 84% dos pais e mães do estado.

A pesquisa foi feita no último dia 6, com 1.127 entrevistas por telefone com pais e mães de todas as regiões do estado.  O estudo também levou em consideração local de moradia (Grande São Paulo e interior), escolaridade e renda familiar dos pais, bem como adesão dos adultos à vacinação contra o coronavírus e perfil escolar das crianças.

Dentre os que pretendem vacinar os filhos, 87% residem na Grande São Paulo e 81% no interior. Segundo o Seade, a intenção de proteger as crianças contra a Covid-19 está diretamente ligada à percepção sobre a importância da vacinação. 99% dos que consideram a campanha importante pretendem vacinar os filhos.

A pesquisa aponta que a intenção de vacinar os filhos é maior entre as mulheres (89%) do que entre os homens (76%). Pais e mães com esquema vacinal completo contra a Covid-19 também são maioria – 91% dos que já tomaram a dose de reforço – entre os que pretendem levar os filhos aos postos de vacinação.

A adesão também é maior entre pais e mães com filhos matriculados na rede pública de ensino e atinge 91%, enquanto que o índice fica em 78% dos responsáveis por crianças matriculadas em escolas e creches particulares.

O levantamento do Seade mostra ainda que 82% dos responsáveis por crianças de 5 a 11 anos acham muito importante que os filhos sejam vacinados contra o coronavírus.

Confira mais notícias sobre Mogi das Cruzes

Essa notícia foi atualizada em 10 de janeiro de 2022 18:12

Compartilhar
Leandro Cesaroni

Jornalista graduado pela FIAM e pós-graduado em jornalismo cultural pela FAAP. Possui mais de 10 anos de experiência em jornalismo online