Caixa eletrônico

“Chupa-cabra” furtava depósitos em caixa eletrônico de banco de Mogi

POLÍCIA
Um “chupa-cabra” – aparelho usado por criminosos para resgatar envelopes de depósitos bancários realizados por clientes – foi encontrado em um caixa eletrônico na quarta-feira (15) em Mogi das Cruzes. A agência fica na Avenida Voluntário Fernando Pinheiro Franco.

O dispositivo foi descoberto pela gerente do banco. Uma vistoria realizada nos caixas a fez perceber que em um deles os envelopes não estavam sendo depositados corretamente. Ao abrir o caixa, ela deu falta de dois envelopes, que teriam sido depositados na terça (14): um de R$ 3 mil e outro de R$ 1,2 mil.

O crime foi confirmado quando a gerente verificou as imagens registradas pelas câmeras de segurança da agência. Dois homens abriram o terminal na quarta, por volta das 6h de manhã, e retiraram os dois envelopes que haviam sido coletados pelo “chupa-cabra”.

O caso foi registrado no 1º Distrito Policial de Mogi das Cruzes como furto a banco.

Como descobrir fraudes em caixas eletrônicos

Além dos “chupa-cabras”, que desviam os envelopes depositados nos caixas, outras práticas criminosas costumam ser realizadas pelos bandidos, como a clonagem de cartões, coleta de senhas etc.

Confira abaixo algumas dicas para não sair no prejuízo ao usar um caixa eletrônico:

  • Verifique se o dispositivo onde o cartão é inserido está fixo.
  • Verifique se há algum acessório ou ressalto no dispositivo de entrado do cartão.
  • Certifique-se que a máquina não tenha fios aparecendo ou a tampa aberta.
  • Desconfie quando só um terminal está funcionando e todos os outros estão inoperantes, provavelmente o que funciona tem o chupa-cabra.
  • Desconfie quando há uma câmera dirigida para as suas mãos. As câmeras de vigilância dos bancos normalmente estão voltadas para o rosto.
  • Desconfie quando uma das etapas de verificação não é solicitada, como por exemplo, a parte alfabética da senha.

Entre em nossos Grupos de WhatsApp e fique por dentro de tudo o que acontece em Mogi das Cruzes e região

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *