Cidades do Alto Tietê preparam retomada das aulas on-line e presenciais

Em reunião virtual extraordinária realizada na última quinta-feira (14), o Conselho de Prefeitos do Condemat (Consórcio de Desenvolvimento dos Municípios do Alto Tietê) discutiu a retomada das atividades escolares de maneira gradual e com segurança, considerando a pandemia do novo coronavírus.

Segundo o Condemat, por consenso da maioria, as atividades pedagógicas, didáticas e de acolhimento serão liberadas em fevereiro nas redes municipal, estadual e privada, com aulas presenciais a partir de março, dependendo da evolução da pandemia, principalmente na faixa etária até 19 anos.

As dificuldades enfrentadas pelos municípios na questão dos recursos humanos devido ao grande número de servidores afastados e que fazem parte do grupo risco; assim como a necessidade da estruturação das unidades escolares aos protocolos de segurança e, principalmente, o cuidado em aguardar o início da imunização contra a Covid-19 e o pleito para inclusão dos profissionais da educação no grupo prioritário da vacinação, pesaram na decisão dos prefeitos de postergarem o retorno das aulas presenciais.

“Estamos nos preparando para uma retomada gradativa e com segurança pensando na saúde das nossas crianças, que são o nosso bem mais precioso. Em fevereiro, a maior parte dos municípios fará o ensino remoto e, esporadicamente, atividades pedagógicas de acolhimento,  enquanto se avança na estruturação das unidades escolares e nos protocolos para retomada das aulas presenciais em março, as quais poderão ser em rodízio, de forma conjugada com o ensino híbrido”, resumiu o presidente do Condemat e prefeito de Suzano, Rodrigo Ashiuchi.

A evolução dos casos de coronavírus será decisiva para esse retorno das atividades, em especial, nos grupos de 0 a 9 anos e 10 a 19 anos. Paralelo a isso, os prefeitos seguem com as articulações e pedidos junto aos governos estadual e federal para que os profissionais da educação sejam inclusos no grupo prioritário da vacinação.

“Vamos monitorar as estatísticas e as decisões sobre a retomada das aulas poderão ser revistas a qualquer momento, dependendo da evolução dos casos. Além disso, mesmo com a retomada das atividades didáticas e de acolhimento, não deve ser obrigatória a presença de quem não se sentir seguro”, afirmou o presidente.

No Alto Tietê, Guararema é a única cidade que vai antecipar o retorno das aulas presenciais na rede municipal para 18 de janeiro.

Participaram da reunião os prefeitos de Arujá, Biritiba Mirim, Ferraz de Vasconcelos, Guararema, Itaquaquecetuba, Salesópolis, Santa Branca, Santa Isabel e Suzano, além de representantes de Guarulhos e Poá.

Agenda

No dia 2 de fevereiro os prefeitos da região vão se reunir com o secretário de Estado da Educação, Rossieli Soares da Silva, para um maior detalhamento do plano estadual de retomada das aulas e as adequações nos municípios.

Em paralelo, os representantes municipais trabalham na Câmara Técnica de Educação do Condemat para debater e integrar estratégias de protocolo para retorno às aulas presenciais e discussões sobre a alimentação escolar durante o período de ensino remoto.

Confira as últimas notícias sobre a quarentena em Mogi das Cruzes e região


Veja também:

O portal Notícias de Mogi utiliza cookies e tecnologias semelhantes para melhorar sua navegação. Ao continuar navegando você concorda com a nossa Política de Privacidade

Leia mais