Semana do Brasil deve ajudar na recuperação do comércio em Mogi, diz ACMC

A ACMC (Associação Comercial de Mogi das Cruzes) afirmou acreditar que a Semana do Brasil, que ocorrerá entre os dias 3 e 13 de setembro com o objetivo de estimular as vendas, ajudará na recuperação do comércio após meses fechado devido à pandemia do novo coronavírus. A expectativa da associação é que, além das lojas de rede, a iniciativa comece a ganhar a adesão dos estabelecimentos locais e gere novas oportunidades de negócios.

“Setembro não tem datas comemorativas, então, a Semana do Brasil traz uma oportunidade nova de estimular os negócios depois de um longo período de vendas baixas. Muitos lojistas podem aproveitar a campanha promocional, que não tem custos, para reduzir os estoques e levantar caixa para comprar as peças da nova estação”, afirma a vice-presidente da ACMC, Fádua Sleiman.

A Semana Brasil é uma iniciativa do Instituto de Desenvolvimento do Varejo (IDV) com apoio da Federação das Associações Comerciais do Estado de São Paulo (Facesp). No Estado, a estimativa é de que a Semana Brasil proporcione um aumento de 10% a 15% nas vendas em relação a esse mês.

A expectativa é de que aos poucos a Semana do Brasil, que teve a primeira edição em 2019, se consolide no comércio como uma data forte para as vendas. Para isso, as lojas têm a seu favor ferramentas publicitárias gratuitas para atrair o consumidor e deve selecionar mercadorias a serem vendidas realmente com preços promocionais e facilidades de pagamento.

“A Black Friday também começou com uma participação tímida das lojas físicas e nos últimos anos se tornou uma das melhores datas comerciais. O que a ACMC pretende, apoiando a Semana do Brasil, é estimular a participação do comércio local, em especial as lojas menores, pois toda a oportunidade de vender mais precisa ser aproveitada”, argumenta a vice-presidente.

Para participar da Semana Brasil, basta a loja fazer o cadastro e baixar, gratuitamente, todas as peças publicitárias para divulgar entre os consumidores as promoções. O acesso pode ser feito pelo site da ACMC.

O portal Notícias de Mogi utiliza cookies e tecnologias semelhantes para melhorar sua navegação. Ao continuar navegando você concorda com a nossa Política de Privacidade

Leia mais