Trajeto pela Avenida das Orquídeas é seis vezes mais rápido, diz Prefeitura de Mogi

CIDADE
A principal finalidade da Avenida das Orquídeas, inaugurada no dia 13 de julho, em Mogi das Cruzes, é desafogar o trânsito das Avenidas Lourenço de Souza Franco e Francisco Ferreira Lopes. Com quase um mês da abertura, é possível afirmar que ela vem cumprindo com sua função. Pelo menos é o que diz um levantamento realizado pela Prefeitura de Mogi das Cruzes.

De acordo com os dados obtidos, o trajeto pela via chega a ser seis vezes mais rápido que pelo caminho paralelo, onde há trânsito.

Ainda segundo a Prefeitura, o tempo gasto pelos motoristas para percorrer os cerca de 9,5 quilômetros pelo Corredor Leste-Oeste varia entre 10 e 15 minutos. Já os 9,8 quilômetros pelo caminho antigo, com passagem pela região central da cidade, é percorrido em até 60 minutos. O ponto de chegada para a comparação foi a praça João Antonio Batalha, no Shangai

A Secretaria Municipal de Transportes diz ter levado em conta o número de semáforos existentes nos dois trajetos. Enquanto o caminho pelo novo corredor possui apenas 5 equipamentos, no antigo – que passa por vias importantes da região central como as ruas Ipiranga e Doutor Correa – são 37 semáforos.

“A avenida das Orquídeas é uma grande obra que foi entregue e que será um novo eixo de desenvolvimento econômico para Mogi das Cruzes. Além disso, a via também oferece mobilidade para as pessoas e o acompanhamento que vem sendo realizado mostra que a facilidade de trânsito já está fazendo diferença para as pessoas”, afirmou o prefeito Marcus Melo.

O trajeto acompanhado pelo Corredor Leste-Oeste compreende as avenidas Guilherme George, Orquídeas, David Bobrow e Tenente Onofre Rodrigues de Aguiar. Na sequência, os veículos passam pelas ruas Borges Vieira, Casarejos, até chegar à avenida Prefeito Carlos Ferreira Lopes e ter acesso à passagem subterrânea Engenheiro Oswaldo Crespo de Abreu e à rua Olegário Paiva.

“Pelo Corredor Leste-Oeste, o trânsito dos veículos apresenta mais fluidez, com poucas interferências de outras vias e cruzamentos. É o contrário do que acontece no trajeto feito pelas avenidas Lourenço de Souza Franco, Francisco Ferreira Lopes e pela rua Ipiranga, por exemplo, onde os semáforos são fundamentais para controlar a passagem de veículos, mas também têm influência na circulação”, disse o secretário municipal de Transportes, José Luiz Freire de Almeida.

Ônibus na Avenida das Orquídeas

Já está em funcionamento a linha E114 (Jundiapeba via Avenida das Orquídeas), que faz a ligação entre a região central e o distrito, pelo novo corredor viário.

A linha parte do Terminal Estudantes, passa pelo Terminal Central e depois segue em direção ao distrito de Jundiapeba pela nova avenida das Orquídeas e pela avenida Guilherme George. Como se trata de uma linha circular, após atender algumas vias do distrito, ela retorna à região central também pelo Corredor Leste-Oeste.

“A aceitação dos passageiros vem sendo bastante positiva e temos a comprovação disso com o aumento constante na utilização da linha. No dia 15 de julho, quando ela começou a circular, foram 170 passageiros, enquanto no dia 30 de julho já eram 431 passageiros, um aumento de 153,5%”, disse José Luiz.

Para informar os passageiros sobre a nova opção de deslocamento, a Secretaria Municipal de Transportes colocou cartazes informativos nos ônibus que circulam nas outras linhas que atendem o distrito de Jundiapeba.

A Secretaria Municipal de Transportes mantém o acompanhamento sobre o trânsito de veículos, pedestres e ciclistas na nova avenida. O objetivo é verificar melhorias que possam ser feitas na sinalização ou na operação da via.

A avenida das Orquídeas tem 3,5 quilômetros, foi inaugurada no dia 13 de julho e é último trecho do Corredor Leste-Oeste, que liga a região central de Mogi das Cruzes ao distrito de Jundiapeba, a municípios como Suzano e Poá e ao trecho leste do Rodoanel. São duas pistas (com três vias cada, sendo um corredor específico para ônibus), canteiro central, ciclovia e calçada. Foram construídas duas novas pontes (uma sobre o rio Jundiaí e outra sobre o córrego dos Canudos), além de três rotatórias. 

Entre em nossos Grupos de WhatsApp e fique por dentro de tudo o que acontece em Mogi das Cruzes e região

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *