MOGI DAS CRUZES

Prefeitura de Mogi diz que aguarda decreto estadual para restrições no Natal e Ano Novo

O Comitê Gestor de Retomada Gradativa das Atividades Econômicas da Prefeitura de Mogi das Cruzes esteve reunido nesta quarta-feira (23) para analisar as novas medidas restritivas do Governo de SP para o Natal e Ano Novo. Também participaram da reunião os representantes da Associação Comercial de Mogi das Cruzes (ACMC), Sincomércio, AESCON, Mogi Shopping e os vereadores Pedro Komura e Marcos Furlan.

O grupo definiu que aguardará a publicação do decreto estadual com as normatizações para adotar as devidas providências. No momento, estão mantidas as regras do decreto municipal nº 19.780 de 14/12/2020.

“Vamos aguardar o decreto do Governo do Estado, normatizando as restrições entre os dias 25 e 27 de dezembro e 1º e 3 de janeiro. A ausência de regulamentação causa incerteza se as ações fiscalizatórias devem se dar sob o respaldo das regras da Fase 1-Vermelha ou apenas se se deve aplicar, apenas e tão somente, o teor do Decreto Estadual 64.881, de 22/03/2020”, afirmou o responsável pelo Comitê Gestor, Juliano Abe.

O Comitê diz, ainda, que há lacunas no que se refere às atividades classificadas como essenciais ou não essenciais e também destaca que atividades que não geram aglomerações sofrerão restrições neste período. “O Governo do Estado mostra-se, acertadamente, preocupado com as aglomerações das festividades de fim de ano, mas por outro lado restringe o funcionamento de atividades que notoriamente não contribuem com aglomerações, como academias de esporte ou determinadas prestações de serviço direto ao consumidor”, afirmou Abe.

A Prefeitura de Mogi das Cruzes reiterou o pedido para que os mogianos contribuam com o isolamento e distanciamento social, evitando aglomerações, confraternizações e festas. “Os indicadores epidemiológicos continuam mostrando o aumento da taxa de contágio e apesar da Administração Municipal ter aumentado o número de leitos de enfermaria e de UTI COVID, é imprescindível que tenhamos a consciência da preservação de vidas neste momento”, complementou o responsável pelo Comitê.

Segundo a administração municipal, a fiscalização continuará atuando firmemente para evitar aglomerações e festividades que possam contribuir para a disseminação do novo coronavírus (Covid-19).

Plano SP

A decisão do Governo de SP, anunciada na última terça-feira (22), colocou todo o Estado de São Paulo na fase vermelha do Plano SP de forma emergencial e temporária. Sendo assim, entre os dias 25 e 27 de dezembro e 1 e 3 de janeiro, o atendimento presencial está proibido em shoppings, lojas, concessionárias, escritórios, bares, restaurantes, academias, salões de beleza e estabelecimentos de eventos culturais.

Confira as últimas notícias sobre a quarentena em Mogi das Cruzes e região

Essa notícia foi atualizada em 23 de dezembro de 2020 18:44

Compartilhar
Leandro Cesaroni

Jornalista graduado pela FIAM e pós-graduado em jornalismo cultural pela FAAP