Mutirão de catarata atende quase 50% dos pacientes, diz Prefeitura de Mogi

A Secretaria Municipal de Saúde de Mogi das Cruzes já realizou a triagem de 1,5 mil pacientes que aguardavam por cirurgias de catarata, informou a Prefeitura. Deste total, 935 já fizeram o procedimento cirúrgico no mutirão que vem sendo realizado pela Prefeitura, o que representa quase 50% do total programado para acabar com a fila de espera, que soma 1.988 pacientes.

A convocação para triagem começou no dia 3 de agosto com base na demanda reprimida de pedidos encaminhados pela Secretaria Municipal de Saúde e Santa Casa de Misericórdia. Os pacientes que não tiveram problemas nos exames pré-operatórios já estão passando pela cirurgia.

O mutirão é resultado do credenciamento de duas clínicas especializadas pela Prefeitura de Mogi das Cruzes para realização dos procedimentos: Instituto de Olhos Parolin e Hospital Visão. Para isso, a administração informou que irá pagar tabela SUS (Sistema Único de Saúde), ou seja, R$ 920,11 por cada cirurgia de catarata, com investimento total de R$ 1.829.178,68, entre pré-operatório, cirurgia, consultas pré e pós.

A maioria dos casos de catarata desenvolve-se lentamente ao longo de anos e o principal sintoma é a visão embaçada, como se a pessoa estivesse olhando por um vidro opaco. Quando a catarata interfere nas atividades normais do indivíduo, o cristalino embaçado pode ser substituído por lentes artificiais transparentes, um procedimento ambulatorial seguro, executado dentro dos protocolos de segurança.

De acordo com a Prefeitura, quem está a espera pelo procedimento, já tendo efetuado o encaminhamento pela Secretaria Municipal de Saúde ou Santa Casa, deve aguardar pela convocação da equipe de agendamento.

O portal Notícias de Mogi utiliza cookies e tecnologias semelhantes para melhorar sua navegação. Ao continuar navegando você concorda com a nossa Política de Privacidade

Leia mais