ESPORTES

Mogi Basquete vence o Brasília por 93 a 84 no Ginásio Hugo Ramos

Após dois jogos seguidos pela Liga dos Campeões de Basquete, o Mogi Basquete voltou ao NBB (Novo Basquete Brasil) com vitória na noite de segunda-feira (2), batendo o Brasília por 93 a 84 no Ginásio Hugo Ramos, em Mogi das Cruzes.

Os mogianos foram para o intervalo com vantagem no placar, no entanto, o Brasília se recuperou no terceiro quarto e os donos da casa precisaram ter muita garra para segurar a vitória no final do jogo.

O ala André Góes foi o cestinha, com 23 pontos, e alcançou, neste jogo, uma marca pessoal de três mil pontos no NBB. “É uma marca significativa para mim porque eu não sou tão pontuador, não tenho números tão expressivos em pontos, mas claro que sem a vitória, sem jogar bem hoje não teria graça nenhuma. A vitória do time todo ajudou a tornar este dia mais legal para mim. Nosso time cada dia tem um que se destaca e hoje fui eu, mas graças ao trabalho coletivo”, comemora André.

Além de Goes, fizeram mais de 10 pontos o armador Fúlvio Chiantia (retornando de entorse no pé esquerdo), o mais eficiente (21), com um duplo-duplo de 17 pontos e 10 assistências; o ala Danilo Fuzaro, com 19 anotados; e o ala-pivô Luís Gruber, com 16 convertidos.

Na opinião de Fuzaro, o elenco teve maturidade para saber reagir no último quarto e conquistar a vitória nesta noite. “Nosso ataque parou e o deles fluiu [no terceiro quarto]. É difícil quando acontece isso porque emocionalmente você fica um pouco abalado, mas o time teve cabeça e soube lidar com a situação e ganhar o jogo, que era o mais importante.”

Para o técnico Guerrinha, a diferença do placar final não reflete como foi o jogo. “Fizemos um terceiro quarto horrível e eles foram brilhantes, mas nós tivemos a qualidade e o valor, principalmente moral, de voltar a ter o controle e sair com a vitória. Os nove pontos não mostram o que foi o segundo tempo, mas foi uma vitória justa pelo que fizemos nos três quartos em que nós jogamos. Tivemos três quartos bons e um muito ruim. Não pode haver essa queda tão grande”, disse o treinador.

Nos placares parciais: 31 a 20 no primeiro quarto, 20 a 18 no segundo, 17 a 33 no terceiro período e 25 a 13 no último.

Com a vitória, a equipe segue na quinta posição da tabela com 70% de aproveitamento na competição, contabilizando sete triunfos e três derrotas.

O Mogi Basquete volta à quadra do Hugão nesta quarta (4), às 20h, contra o Minas, e os ingressos podem ser adquiridos pela internet. Depois, o grupo parte para uma sequência de três jogos fora de casa: dia 9 contra o Basquete Cearense, dia 11 contra o Unifacisa e dia 20 contra o Botafogo.

Essa notícia foi atualizada em 3 de dezembro de 2019 11:58

Compartilhar
Leandro Cesaroni

Jornalista graduado pela FIAM e pós-graduado em jornalismo cultural pela FAAP. Possui mais de 10 anos de experiência em jornalismo online