MOGI DAS CRUZES

Mais de 47 mil alunos da rede municipal de Mogi das Cruzes retornam às aulas nesta sexta

O início do ano letivo na rede municipal de ensino de Mogi das Cruzes acontece nesta sexta-feira (4), com retorno 100% presencial e permanência de protocolos sanitários contra a Covid-19, como uso de máscara, álcool gel e distanciamento. Devem ser atendidos neste ano mais de 47 mil alunos, segundo a administração municipal.

Na última terça-feira (1), foram realizadas as primeiras reuniões das equipes gestoras deste ano no Auditório do Cemforpe.

Os encontros contaram com apresentações dos alunos que participaram do programa “Aprender mais e ninguém para trás” durante as férias de janeiro. No período da manhã foi apresentado um vídeo dos alunos da EM Prof. Sérgio Hugo Pinheiro, no Jardim Nove de Julho, que também estiveram presentes no Cemforpe e a tarde, os estudantes do Cempre Prof. José Limongi Sobrinho se apresentaram para os gestores.

 “A primavera está voltando às escolas da rede municipal. Estamos construindo um novo modelo educacional em Mogi das Cruzes a muitas mãos e temos o compromisso de assegurar o direito de aprender e o direito à educação das crianças, que sofreram um grande prejuízo de aprendizagem devido à pandemia”, disse o secretário de Educação, André Stábile.

A vice-prefeita Priscila Yamagami Kähler falou sobre novos projetos. “Apresentamos nossas propostas para melhorias aos servidores públicos da Educação, bem como propor um plano de carreira do magistério. Teremos três escolas de aplicação, que serão o símbolo e a marca do novo modelo educacional que fará com que a Educação de Mogi brilhe muito mais!”, disse a vice-prefeita.

A rede municipal de ensino de Mogi das Cruzes atende turmas do berçário ao 5º ano do ensino fundamental, além de turmas de Educação de Jovens e Adultos (EJA) e uma escola que atende alunos do 6º ao 9º ano, o Cempre Benedito Ferreira Lopes. De acordo com a Prefeitura, cada unidade escolar possui uma Brigada da Pandemia, que acompanha diariamente o cumprimento dos protocolos.

Treinamento

Antes do início das aulas da rede municipal de ensino nesta sexta, mais de 2 mil profissionais da Secretaria de Educação de Mogi das Cruzes participaram de atividades de formação. Nos dias 2 e 3, os encontros reuniram professores, equipes gestoras, motoristas, auxiliares de desenvolvimento infantil e profissionais que atuam nas cozinhas das escolas para aprimorar conhecimentos para a retomada das atividades nas escolas. 

Os profissionais que atuam nas cozinhas das escolas participaram do 1º Encontro de Manipuladores de Alimentos de 2022, realizado pelo Departamento de Alimentação Escolar (DAE) nos dias 2 e 3 na Escola de Empreendedorismo e Inovação, no Centro. O tema da formação foi “Culinária do Saber: Diretrizes para a confecção de cardápios. Colocando em prática”. 

“Abordamos a nova resolução do PNAE (Programa Nacional de Alimentação Escolar) de 2020, que traz novas diretrizes para todos os cardápios e as necessidades dos estudantes que devem ser atendidas. Quando estamos na prática, por vezes, não conseguimos visualizar como é confeccionado o cardápio e as leis e resoluções que servem como base para sua composição”, explicou a nutricionista do DAE, Bruna Mariana Braga.

Os motoristas da Divisão de Recursos e Transporte Escolar se reuniram no dia 2 na Escola de Governo e Gestão para rever assuntos sobre o trabalho que será realizado neste ano. “Fizemos um apanhando geral e repassamos várias informações importantes. Reforçamos que estamos em um momento de pandemia e a importância da manutenção dos protocolos”, disse Adilson Ribeiro, chefe da Divisão. A formação também abordou os cursos necessários para o transporte escolar e questões de manutenção e recursos humanos.

Nos dias 2 e 3 foram realizadas as reuniões de Organização Pedagógico-Administrativa (OPA), que mobilizaram professores e equipes gestoras das unidades escolares da rede municipal de ensino. Uma parte da programação foi no Cemforpe, onde os educadores participaram de uma formação sobre recomposição e recuperação das aprendizagens, flexibilização curricular e acolhimento. 

“Nosso objetivo, para além do acolhimento do professor, foi trazer grandes conhecimentos que estão em voga. Fechamos a programação com um video sobre como será a HTPF (Hora do Trabalho Pedagógico – Formação) neste ano. O restante do tempo da OPA foi organizado de acordo com a autonomia de cada escola”, disse Andréa Souza, diretora do Departamento Pedagógico. 

A programação também contou com uma formação on-line para auxiliares de desenvolvimento infantil realizada na quinta-feira (3).

Foto: Divulgação/PMMC

Clique aqui e confira as últimas notícias de Mogi das Cruzes

Essa notícia foi atualizada em 3 de fevereiro de 2022 18:24

Compartilhar
Leandro Cesaroni

Jornalista graduado pela FIAM e pós-graduado em jornalismo cultural pela FAAP