Moradores do Taboão, em Mogi, reclamam da falta de serviços dos Correios

PUBLICIDADE

Moradores e empresários do distrito industrial do Taboão, em Mogi das Cruzes, vêm se queixando do não recebimento de correspondências e encomendas. Isto porque, de acordo com eles, os Correios (Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos) deixaram de prestar serviços na região há algum tempo.

Com o “sumiço” dos carteiros, quem mora ou tem empresa no distrito diz que está tendo que se deslocar até as agências do centro da cidade para retirar suas cartas e mercadorias.

O presidente da Associação Gestora do Distrito Industrial do Taboão (Agestab), Osvaldo Baradel, disse que a falha dos Correios tem ocasionado graves problemas. “Há empresários que tiveram problemas em processos judiciais, simplesmente porque os Correios não entregaram a notificação que informava o dia da audiência, por exemplo. Isso é um verdadeiro descaso com o Taboão”, afirmou o presidente, lembrando que o distrito possui cerca de 10 mil habitantes e mais de 60 empresas em atividade, gerando mais de 5 mil postos de trabalho diretos.

PUBLICIDADE

“Trata-se de um distrito em franco desenvolvimento e não podemos deixar de ter aquilo que é essencial, como o recebimento e o despacho de encomendas e correspondências”, afirmou Baradel, que aguarda o agendamento de uma nova reunião com a direção dos Correios para tratar do assunto.  “Em Mogi das Cruzes, não há ninguém dos Correios que possamos dialogar para resolver este problema. Já tentamos por diversas vezes nos reunir com o responsável pelas agências da região, porém, ele nunca está disponível”, lamentou.

De acordo com Baradel, além das entregas não serem realizadas, as informações inseridas no sistema de rastreamento são falsas. “Há diversos episódios em que o sistema dos Correios constava que o carteiro foi até a empresa, porém, não havia encontrado ninguém que pudesse deixar a correspondência ou a mercadoria, o que é uma mentira. Eles estão utilizando esta manobra para manipular os indicadores de qualidade, ou seja, se o carteiro não foi atendido não gera pontos negativos no indicador de entrega”, disse Baradel, completando em seguida: “Na minha empresa, por exemplo, temos portaria 24 horas. Em qualquer horário que o carteiro chegasse, seria atendido. Conferimos as imagens das câmeras de monitoramento da empresa no dia e no horário indicado no sistema dos Correios e não há nenhum sinal de funcionário ou veículo do Correios tentando fazer a entrega”.

PUBLICIDADE

Em nota, os Correios afirmaram que “por se tratar de uma área composta por zona urbana e rural, a entrega de objetos simples dos Correios no bairro Taboão, em Mogi das Cruzes, é parte feita nos domicílios, parte na AC Mogi das Cruzes, com retirada pelos clientes e parte é entregue em três Caixas Postais Comunitárias, situadas nos seguintes endereços: Estrada do Taboão KM 8; Estrada do Taboão KM 25; e Rua Minas Gerais, 32 (Mercado João de Barro)”. Esses critérios de distribuição, segundo eles, obedecem à Portaria Interministerial 4.474, de 31/08/2018.

Quanto à reclamação sobre as informações disponibilizadas no sistema de rastreamento dos Correios, a assessoria de comunicação afirmou que para apuração e possíveis esclarecimento seria necessário informar os números de registros das encomendas, o que não foi repassado pelas fontes.

Os Correios completaram a nota dizendo que, diante dos questionamentos apontados, enviarão um representante ao bairro para verificar pontos de melhoria no serviço prestado.

Problema recorrente

A deficiência no serviço de entregas dos Correios na região infelizmente não é de hoje. Em 2015, após diversos moradores se queixarem do não recebimento das correspondências, a diretoria da Agestab se reuniu com a então direção dos Correios, na sede, em São Paulo.

Na época, ficou acertado que os serviços seriam realizados em uma parte do distrito industrial e, posteriormente, haveria uma ampliação. “Além de não ter ocorrido nenhum tipo de expansão, agora passaram a sucatear o trabalho. Um absurdo que precisa de atenção das autoridades”, finalizou o presidente da Associação Gestora do Distrito Industrial do Taboão.

Deixe um comentário
Compartilhar
Publicado por
Leandro Cesaroni
Tudo sobre: CorreiosTaboão

O portal Notícias de Mogi utiliza cookies e tecnologias semelhantes para melhorar sua navegação. Ao continuar navegando você concorda com a nossa Política de Privacidade

Leia mais