Bertaiolli vira réu em ação que investiga compra de caqui em Mogi das Cruzes

No último dia 12, a Justiça recebeu a petição inicial do Ministério Público (MP/SP) que aponta compra de caqui superfaturado na cidade de Mogi das Cruzes, o que pode ter levado a um prejuízo de R$ 151,9 mil aos cofres públicos. As frutas fizeram parte da merenda dos alunos da rede municipal de educação.

Com a decisão, tornaram-se oficialmente réus o ex-prefeito de Mogi, Marco Bertaiolli (PSD); a ex-secretária municipal de Educação, Maria Aparecida Cervan Vidal; além de José Roberto Caparica e Alexandre Caparica Ravagnani, sócios da empresa Castor Alimentos, que forneceu caqui às escolas municipais em 2015 com preço acima do valor de mercado, conforme denuncia do Ministério Público. Eles terão 15 dias para apresentarem defesa.

De acordo com o MP, em 2015, a Prefeitura, ainda sob o comando de Bertaiolli e através da Ata de Preços nº 14/2015, comprou da Castor Alimentos Ltda milhares de caquis, nas espécies giombo e rama forte, por R$ 4,91 o quilo, sendo que, na mesma época, a Companhia de Entrepostos e Armazéns Gerais de São Paulo (Ceagesp) vendia o tipo rama forte a R$ 2,15 o quilo e o giombo a R$ 3,03.

A ação de improbidade administrativa está sendo analisada pelo juiz Bruno Machado Miano, da Vara da Fazenda Pública de Mogi das Cruzes.

Bertaiolli se defende dizendo que as compras são de responsabilidade da Secretaria Municipal de Gestão e destacando a complexidade da logística para distribuir as frutas através de caminhão refrigerado nas 270 escolas da cidade, mesmo argumento utilizado pela empresa Castor, que chegou a afirmar que o valor da logística de distribuição costuma ser mais caro que o próprio produto.

Terra do Caqui

Mogi das Cruzes é conhecida como “Terra do Caqui”, pois é responsável por aproximadamente 55% da produção de todo o Brasil.

A cidade faz parte do cinturão verde de São Paulo e também é uma das maiores produtoras de hortaliças, orquídeas e cogumelos do país.


Gostou do conteúdo? Ele é e sempre será 100% aberto e gratuito, no entanto, se considerá-lo importante e necessário, você pode apoiar nosso trabalho fazendo uma doação

Compartilhar
Publicado por
Leandro Cesaroni

O portal Notícias de Mogi utiliza cookies e tecnologias semelhantes para melhorar sua navegação. Ao continuar navegando você concorda com a nossa Política de Privacidade

Leia mais