Confecção de máscaras

Costureiras ligadas ao Fundo Social de Mogi já fizeram 26 mil máscaras para doação

CIDADE

Desde o início da pandemia gerada pelo novo coronavírus e a decretação de quarentena, mais de 26 mil máscaras de proteção facial já foram produzidas pelas costureiras ligadas ao curso de corte e costura do Fundo Social de Mogi das Cruzes, informou a Prefeitura. O material é confeccionado na Escola de Empreendedorismo e Inovação e distribuído gratuitamente, com foco nos profissionais da área da Saúde

As entregas vêm sendo feitas sequencialmente ao longo das últimas semanas. Segundo a administração municipal, nesta quarta-feira (20), mais uma leva de 5.100 unidades foi distribuída, o que fez com que o total de máscaras produzidas e distribuídas chegasse a 26.743. 

A iniciativa foi tomada antes mesmo da determinação geral para que todos utilizem máscaras, a princípio com o objetivo de suprir a carência do equipamento no mercado. De acordo com a Prefeitura, com a mudança na orientação e a exigência para que as pessoas só saiam de casa com a devida proteção, o trabalho teve continuidade e foi feita, inclusive, uma ação pontual de entrega dos itens produzidos para a comunidade, mais especificamente para usuários do transporte coletivo municipal. 

A administração municipal garante que atividade é desenvolvida em cumprimento às orientações sanitárias e segue também requisitos da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), no contexto da emergência de saúde pública internacional, relacionada ao SARS-CoV-2 (novo coronavírus).

As mesmas costureiras também têm se dedicado à confecção de aventais, que servem como complemento à paramentação necessária para aqueles que atuam na linha de frente, em hospitais e unidades de saúde. 

Confira as últimas notícias sobre a quarentena em Mogi das Cruzes e Região

Entre em nossos Grupos de WhatsApp ou em nosso Canal no Telegram e fique por dentro de tudo o que acontece em Mogi das Cruzes e região