alesp

Alesp aprova e feriado de 9 de julho é antecipado para segunda-feira em SP

ALTO TIETÊ

A Assembleia Legislativa de São Paulo (Alesp) aprovou, na madrugada desta sexta-feira (22), o Projeto de Lei n° 351/2020, de autoria do governador João Doria, que antecipa o feriado de 9 de julho para a próxima segunda-feira (25) com o objetivo de aumentar a taxa de isolamento social e frear o avanço do novo coronavírus. A sanção por parte do governador deve ser publicada no diário oficial deste sábado (23).

Apesar de ter contado com a maioria dos votos, o projeto recebeu opiniões contrárias de alguns deputados. Na quarta-feira (20), antes de ser votado, ele foi debatido por parlamentares em reunião conjunta das comissões de Constituição, Justiça e Redação, Finanças, Orçamento e Planejamento e Educação e Cultura.

A deputada Valeria Bolsonaro (PSL) apresentou voto em separado contrário ao PL e demonstrou preocupação com o impacto do isolamento na economia. “O vírus é um ser vivo, ele não morre, está aí, e só vai parar de contaminar as pessoas quando entrar em contato com quem está imune” finalizou. Carlão Pignatari criticou preocupações políticas neste momento e afirmou: “Todos nós estamos preocupados com a economia, o que está acabando com economia do país não é o isolamento social, é o vírus, e não foi só no Brasil, acabou com a economia no mundo todo”.

O deputado Bruno Ganem (PODE) também apresentou voto em separado e um receio comum entre os demais parlamentares, que é o fato das pessoas saírem da capital e aumentarem os focos de contaminação pelo Estado. “Eu estou aqui defendendo o isolamento e é justamente por causa dele que eu entendo que essa decisão é equivocada”. Para ele, a decisão não se limita a uma questão de turismo, “a pessoa que tem apartamento na praia, para sair da rotina, da quarentena, ela vai. Ela aproveita essas datas maiores para visitar um parente no interior”, complementou.

Favorável a antecipação do feriado, a bancada do PT apresentou uma emenda substitutiva por acreditar que a medida de autoria do governador é insuficiente para o período. O voto em separado defendeu medidas como um isolamento mais rigoroso e a restrição do tráfego de veículos pelas rodovias a partir do marco zero da capital até o quilômetro 150, com exceção de automóveis como viaturas, caminhões e serviços de atividades essenciais.

Também participaram da reunião as deputadas e os deputados Alex de Madureira, Carlos Cezar, Carlos Giannazi, Daniel José, Daniel Soares, Delegado Olim, Dirceu Dalben, Dra. Damaris Moura, Emidio de Souza, Estevam Galvão, Gil Diniz, Gilmaci Santos, Heni Ozi Cukier, Janaina Paschoal, Leci Brandão, Marcio da Farmácia, Marina Helou, Marta Costa, Paulo Fiorilo, Professora Bebel, Professor Kenny, Ricardo Mellão, Tenente Nascimento, Thiago Auricchio, Vinícius Camarinha e Wellington Moura.

Feriado de Corpus Christi

Alinhadas com a decisão do Governo de São Paulo, Mogi das Cruzes e as demais cidades do Alto Tietê decidiram também pela antecipação do feriado de Corpus Christi (11 de junho) para esta sexta-feira (22). O intuito foi justamente o de emendar quatro dias consecutivos de atividades reduzidas e, assim, tentar diminuir a propagação da Covid-19.

Confira as últimas notícias sobre a quarentena em Mogi das Cruzes e Região

Entre em nossos Grupos de WhatsApp ou em nosso Canal no Telegram e fique por dentro de tudo o que acontece em Mogi das Cruzes e região